Andar a cavalo é uma experiência que toda criança deve ter

Em algum momento da vida você já deve ter escutado que a relação entre crianças e cavalos é uma combinação perfeita. Mas por que as pessoas dizem isso? Por que andar a cavalo é algo tão especial para as crianças?
Bom, a resposta é simples. Afinal, existe uma lenda que conta que foram as próprias crianças que mostraram aos adultos, que era possível montar os cavalos. Mas você ainda quer saber por que eles se dão tão bem, certo? Então venha descobrir isso com a gente!

Andar a cavalo: experiência incrível para crianças
Todo mundo sabe que os cavalos são animais de grande porte e por isso, podem causar um certo medo em algumas pessoas, principalmente nas crianças.
O ideal é que um adulto mostre à criança que não é preciso se sentir intimidado pelos cavalos, somente saber respeitá-los. Dessa forma, ela vai vencer o primeiro obstáculo, que é desconhecido, e se propor a montar o animal.

Controle
Quando a criança interage principalmente, a sensação ao montar um animal grande é de domínio. Mas, na verdade não é bem assim que funciona, e isso ela acaba aprendendo sozinha. Sabe como? A partir do modo como o animal age.
Isso mesmo, os cavalos têm capacidade de demonstrar às crianças que existem certos limites entre eles, ainda que elas possam montá-los. Eles dão sinais de que algo está errado, dando a oportunidade a elas e corrigir seu erro.
Isso ensina uma criança como deve ser uma relação de respeito.

Pensar rápido
Além disso, ao montar um cavalo, a criança precisa pensar rápido. Sim, ela precisa saber como agir, para que direção deve orientar o animal, se não, ele acaba indo para onde quer.
Com isso, os pequenos aprendem a movimentar o corpo de diferentes formas, que dão a entender aos cavalos como elas querem comandá-los. Dessa forma, ambos criam uma sintonia única.

Solucionando problemas
O fato de uma criança se ver montada, dominando um animal tão grande, faz com que ela perceba que é capaz de solucionar os seus problemas.
Sim, porque teoricamente, uma criança, que é pequena, não poderia dominar um animal de grande porte. Mas, na prática isso é totalmente o contrário, o que faz com que eles tenham uma pequena lição de que tudo na vida pode ser resolvido, a partir das atitudes certas.

Estimular o cérebro
Acredite ou não, mas ao montar um cavalo, seu cérebro produz novas sinapses. Sim, porque ao montar o animal, você se mexe do quadril para cima, mas ainda assim, se movimenta.
Isso já é um estímulo para que seu cérebro “pense” que você está andando, e por isso, ele irá produzir sinapses para te ajudar nessa tarefa. Perceba como isso pode ser inovador no cérebro de uma criança!
Andar a cavalo é uma experiência única, e pode ser realizada em qualquer idade. Mas, quando crianças, é quase como algo obrigatório para se fazer, já que entre elas e os cavalos, existe uma sintonia única.

Adoro acampar, mas sempre me enrolo no planejamento.

Acampar pode ser um pesadelo para uns, mas para outros é o verdadeiro paraíso. Sair de casa, ficar em contato com a natureza, realizar atividades diferentes, tudo isso é possível quando você acampa. Mas, é preciso se planejar antes de ir.

Se você é dessas pessoas que gostam de acampar, mas sempre se perde no meio do planejamento da viagem, fique tranquilo, porque você não está sozinho. É por isso que hoje vamos te dar algumas dicas, para que você não se perca e saiba exatamente o que precisa levar em conta antes de acampar. Confira!

Acampe em um bom lugar
Há quem goste de se aventurar e montar uma barraca em um local desconhecido, no meio do mato mesmo. Mas, isso é um pouco arriscado, já que você não sabe o que pode encontrar em determinadas regiões, além de não poder contar com certos confortos. O ideal é procurar por um camping, onde você sabe que a região é segura e ainda pode contar com banheiros e até uma cozinha coletiva, em alguns casos.

Além disso, é preciso se atentar para o lugar onde vai armar sua barraca. Verifique se a superfície é plana, para que você possa ficar confortável na hora que for dormir. Ninguém quer dormir torto, ou ter que ficar arrumando barraca no meio da noite.

Objetos importantes
Se você vai acampar, quer dizer que vai dormir em uma barraca, e por mais que ela seja de boa qualidade, nada impede que fique úmida embaixo ao passar muito tempo em contato com o solo, o que vai fazer com que você sinta frio lá dentro. Por isso, o ideal é sempre levar uma lona para colocar, e depois montar a barraca em cima dela. Cadeiras ou banquinhos também são uma boa opção para quem não gosta de ficar sentado no chão o tempo todo.

Lanternas, canivetes, repelentes e isqueiros também são itens indispensáveis, principalmente em locais onde não há energia elétrica. Mas, se o lugar oferece esse serviço, tenha sempre uma extensão com você.

Tempo
Antes de arrumar todas as coisas e pôr o pé na estrada, dê uma olhada na previsão do tempo. Veja se o tempo estará firme em todos os dias nos quais pretende acampar, dessa forma, você não terá uma surpresa desagradável que vai estragar toda a sua viagem.

Colchão inflável
Se você quer acampar sem ter que se preocupar com a temperatura caindo a noite, leve um colchão inflável. Ele cria um bom espaço entre o chão e o seu corpo, e seu material impede que você sinta frio. Mesmo no verão, quando anoitece, as temperaturas costumam cair, e quem está desprevenido, acaba saindo prejudicado.

Acampar é uma ótima oportunidade de viver novas experiências, principalmente na companhia de amigos e família. E se antes você sempre se enrolava ao planejar seu acampamento, agora não pode dizer que não está por dentro das dicas!

Pense em tudo antes de ir, depois, é só aproveitar!

Dicas para quem pretende pegar a estrada no Carnaval

Tem gente que adora dizer que o ano só começa depois do Carnaval. Por isso, com a proximidade do feriado, muitos planejam roteiros de viagens e passeios para curtir ao máximo a folia. Mas há também quem queira fugir dela. Uma boa alternativa são os Resorts, como a Cachoeira do Girassol.

Neste período, o movimento nas estradas aumenta expressivamente, e o risco de acidentes também. Se você pretende encarar uns quilômetros no asfalto, não ponha em risco a sua vida e a dos outros. Alguns cuidados básicos podem garantir uma viagem com segurança e sem contratempos:

  • Nunca pegue a estrada sem fazer a revisão completa do carro. Verifique pneus, freios, óleo, água, limpadores de para-brisa, faróis e seta. A documentação, tanto a do automóvel quanto dos viajantes, deve estar em dia;
  • O uso do cinto de segurança é obrigatório e imprescindível para todos os ocupantes do veículo seja na estrada ou dentro da cidade. Crianças devem estar no banco de trás e a cadeirinha especial é item obrigatório para crianças com menos de sete anos;
  • A bagagem deve ser acomodada corretamente no porta-malas e não deve deixar objetos soltos no interior do veículo. O peso relativo de um objeto solto pode aumentar 50 vezes em uma colisão a 80 Km/h. Se o carro estiver muito carregado aumente a calibragem dos pneus, isso dará maior estabilidade ao veículo;
  • Faça um planejamento antecipado da viagem verificando as condições da estrada, os pontos de parada e os postos de abastecimento;
  • Redobrar a atenção quando seguir por estrada de terra, já que o piso é bastante irregular. Reduzir a velocidade e não seguir na “poeira” de carros à frente. O cuidado deve ser maior se a terra estiver molhada;
  • Respeite as placas de sinalização e os limites de velocidade. Se for ultrapassar fique atento à sinalização das faixas na pista e sempre use a seta. Caso seu veículo esteja sendo ultrapassado, não altere a velocidade, muito menos pare;
  • Jamais consuma bebidas alcoólicas caso vá assumir a direção do veículo e jamais use o celular quando estiver dirigindo.

Seja prudente e cauteloso para que as férias signifiquem apenas momentos de muita alegria.
Boa Viagem!

Cuidado com os animais durante as festas de fim de ano.

Final de ano é uma época muito esperada por nós: família reunida, festas, presentes, comidas maravilhosas, queima de fogos, etc. O que para nós é encantador e mágico, para os nossos queridos pets pode ser um pesadelo.

Por falta de conhecimento e cuidados, muitos acidentes com os animais de estimação acontecem nas confraternizações, podendo acabar com o clima festivo, ou até mesmo, ferir gravemente nossas criaturinhas amadas. Para evitar acidentes e estragar a festa da família, seguem abaixo algumas recomendações básicas:

Alimentação inadequada:

  • Evite dar sobras de ceias. O que para nós é uma comida normal, para os pets pode ser um veneno;
  • Deixar o animal separado do local das festas. Você pode se policiar para não dar nada para ele comer, mas os seus convidados não;
  • Cuidados com os doces e comidas que ficam a disposição dos cães e gatos: muitos roubam a apetitosa e cheirosa comida e podem se intoxicar;
  • Mais cuidado ainda com chocolates: eles são tóxicos aos cães e gatos;
  • Cuidado com ossos e lixo das festas. Podem ter restos atraentes aos cães e gatos;
  • Em caso de intoxicação, levar urgentemente a um hospital veterinário. Em hipótese alguma o animal deve ser medicado com remédios para humanos.

Fogos de Artifício:

  • Verificar se o seu animal tem fobia ou medo de fogos. Se tiver, não deve ficar sozinho;
  • Se tiver que ficar sozinho deixe uma televisão ou rádio ligados para distrair e não deixe nada que possa se machucar em uma possível fuga;
  • Cuidado com portas de vidro, janelas, sacadas, fios, etc.;
  • Não deixe portas, janelas e portões abertos. Os animais costumam fugir por medo e ficarem desprotegidos e desorientados;
  • Procure deixá-lo com outro animal ou com alguma pessoa, principalmente na passagem do ano, quando os fogos são mais intensos.

Muito cuidado com as embalagens e presentes pequenos (ou pequenas peças), animais adoram brincar e mastigar tudo. Um pedaço de plástico solto pela casa pode ser uma ótima diversão, mas pode ser facilmente mastigado e engolido, podendo causar obstrução das vias respiratórias ou perfurações no intestino.

Festas em casa, com muita gente e comidas, pense na possibilidade de deixá-la em um cômodo separado, ou em casa de parente. Muita atividade e barulho pode não fazer bem para alguns cães e, principalmente, para gatos.

Encontre uma motivação para praticar atividades físicas

Sempre que o final do ano se aproxima, as promessas feitas no ano anterior voltam a aparecer. O reflexo de tudo o que prometemos e cumprimos aparecem com facilidade, assim como os que não cumprimos. Ser uma pessoa melhor, ler mais livros por mês, estudar mais, ser mais generoso, praticar mais exercícios… O último dessa pequena lista é sempre o mais difícil de cumprir. Talvez porque não encontramos algo que nos motive. Um exercício legal, uma academia mais perto de casa ou o dinheiro que costuma nunca render para esse tipo de investimento. Caminhar todos os dias pela cidade pode até ser legal, mas há maneiras sempre mais criativas de praticar atividade física. E se a simples caminhada pelo asfalto fosse feita entre as árvores? E se houvessem obstáculos por todo o percurso para deixar a gente sem fôlego e com muita adrenalina? Na Cachoeira do Girassol, toda a estrutura necessária para a pratica de arvorismo está pronta para te receber. A real integração com a natureza traz sensações incríveis que as grandes metrópoles as vezes nos fazem esquecer. O esporte é capaz de melhorar o autocontrole e a capacidade de superação dos limites, além de desenvolver a criatividade sob os obstáculos e o gerenciamento de tempo e risco.

 Toda a segurança e equipamentos são montados em estruturas especiais em cima das copas das árvores. O visual, o cheiro da mata e a adrenalina vão fazer com que a simples caminhada saia da rotina e se torne um hobbie a ser cultivado. A promessa do final de ano não terá mais desculpa para não ser cumprida!
Aproveite o seu momento com a família aqui na Cachoeira do Girassol para conhecer toda a nossa infraestrutura que está sempre pronta para receber os nossos novos (ou não) atletas. Na nossa loja virtual loja.lazerbras.com.br, você encontra essa atividade física com 40% de desconto. Acesse agora para garantir o seu ticket.

Os benefícios da trilha a cavalo

As trilhas a cavalo estão no DNA do goiano, e a Cachoeira do Girassol promove a chance de você vivenciar essa prática rural de maneira genuína, aproveitando os diversos benefícios que a prática proporciona, dentre os quais estão:

• a tonificação da musculatura: a repetição de movimentos em cima do cavalo, como o trote e o galope, trabalha músculos do corpo inteiro, principalmente os das pernas, dos braços e dos glúteos. A prática contínua garante tonificação muscular, e de quebra ainda queima umas gordurinhas.

• a melhora da postura e equilíbrio: como o ecoturista precisa estar sempre ereto (e flexível) em cima do cavalo para ficar equilibrado e ter o controle dos movimentos do animal, a prática fortalece a coluna. Ideal para compensar os dias inteiros em frente ao computador.

• a socialização e o enriquecimento cultural: fazendo trilhas com nossos instrutores, você se aproxima mais da natureza, e tem a oportunidade de entender um pouco mais sobre os costumes e curiosidades da vida no campo.

• o exercício do bem-estar: ao se conectar com a natureza com todos os seus sentidos em uma atividade altamente prazerosa, corpo e mente agradecem.

E se vocês estão se perguntando se precisa ter a desenvoltura do Indiana Jones para desfrutar de uma boa trilha a cavalo; a resposta é: não. Inclusive, se trata de uma atividade tão democrática que não há idade certa para se praticar. Bastar ter um pouquinho de coragem e disposição para explorar o novo (ou repetir a dose).

E para tranquilizar ainda mais os novatos, saibam que na Cachoeira do Girassol existem instrutores prontos para os ensinar e orientar em todas as etapas das trilhas. Vejo vocês por lá. 😀

Compre seus tickets com desconto na loja online: loja.lazerbras.com.br

Quando sair de casa, leve sempre uma dose maior de coragem na bagagem!

As coisas costumam passar despercebidas quando não as olhamos com calma. É por isso que o “já está quase no natal”, “os filhos crescem tão depressa”, “feriado passa tão rápido” são sempre ditos. É preciso fazer com que o caminho valha a pena para que cada segundo seja memorável. Quando nos permitimos aproveitar o percurso, a vida nos retribui sorrindo.

 O confortante, é saber que há sempre uma aventura nos esperando, independente do que já foi vivido (ou preferem “perdido”?). Um passo à frente e estamos dispostos a sair da zona de conforto para vivenciar novas experiências. Não sabemos o que nos espera e por isso é preciso sempre uma dose de coragem guardada na bagagem para descobrir os caminhos da vida.

Read more

Galinhada à Mineira com Galinha Caipira

Rendimento: 10 pessoas

Demorou mas finalmente consegui elaborar a receita da “Galinhada com Galinha Caipira”, do modo como é feita por meu marido nos fins de semana.
Graças à consulta ao site do Programa MAIS VOCÊ, consegui reunir os ingredientes e o passo-a-passo da receita.
Trata-se de um risoto, cozido em pedaços de frango caipira, com tomates, pimentões, milho verde, cenoura, espinagre e miúdos de frango. Sem dizer que já pedi a permissão dele para transcrever aqui a sua especialidade, este prato delicioso, prático, que nos economiza tempo  e trabalho em muitos fins de semana, tanto na cidade como no campo, pois trata-se de um prato único servido apenas com uma saladinha de alface, tomates cereja e kiwi.

Tive que pesquisar um nome pois muita gente diz que se trata de uma paella de frango ou um risoto com galinha caipira…porém não é uma coisa nem outra, pois tem um modo bem mineiro de se fazer uma galinha caipira, sem as técnicas da paella ou de um risoto. É muito simples mesmo!

INGREDIENTES

  • 2 galinhas caipiras
  • 2 tomates em rodelas
  • 2 pimentões em rodelas (amarelo, vermelho ou verde)
  • 2 limões
  • 2 cebolas em rodelas
  • cheiro verde, salsa e cebolinha
  • folhas de manjericão
  • 2 folhas de louro
  • óleo ou azeite
  • 1 lata de milho verde
  • 300g de moela
  • 300g de coração (frango)
  • Molho  Shoyo , a gosto
  • 1 pires (de chá), ou 6 dentes de alho repicados
  • sal a gosto
  • 300ml de água
  • 3 xícaras e 1/2 (de chá) de arroz lavado e escorrido
  • espinafre a gosto
  • 1 pires de couve picadinha (mais fina)

MODO DE PREPARO

1ª ETAPA

Para preparar as galinhas

  • 2 galinhas caipiras de 1,5 a 1,80 kg cortado em pedaços
  • Suco de 2 limões
  • 6 colheres (sopa) de azeite
  • 6 dentes de alho repicados
  • 2 folhas de louro
  • sal a gosto
  • 3 pimentas biquinho
  • 2 cebolas cortadas em rodelas
  • Passe o limão no frango e o alho amassado com pimenta e sal e deixe por 2h.Corte a galinha em seus pedaços naturais (coxa, sobrecoxa, peito etc.) E REPIQUE, como para se fazer frango a
  • passarinho. tempere com o sal, alho e 3 pimentas biquinho e deixe no tempero umas 2 horas.

2ª ETAPA

Após preparar os corações e as moelas com caldo de limão,  fervente bem para tirar  todo o cheiro e coloque para cozinhar junto com a galinha, após refogá-la.

  • Refoge bem no óleo (ou azeite) e 6 dentes de alho repicados numa panela de pressão grande. Deixe dourar bem, como se estivesse fritando.
    • Acrescente as cebolas, as folhas de louro.
    • Verifique o tempero de sal e acerte se necessário.
    • Tampe a panela. Deixe cozinhar por 30 min aproximadamente. Verifique o cozimento e acrescente as cenouras mais 5 min na pressão.
    • Ao terminar de cozinhar, retire o caldo da galinha.
    • 3 copos, aproximadamente do caldo da galinha  (ou, todo o caldo) deve ser reservado para a etapa seguinte e reserve também em separado a galinha cozida.
  •  Dica
    • Coloquei esta imagem só para ilustrar qual é a minha panela. Entretanto, a receita que está nela, é outra especialidade de meu marido:  – Baião de Dois Mineiro – com linguiça defumada, cenoura, feijão e arroz. Qualquer dia, elaboro a receitapara vocês!
    • Esse prato pode ser feito em qualquer panela, mas o ideal é essa panela de tefal, bem funda que suporte a quantidade de ingredientes desta receita.

Pode ser preparado com um frango comum, mas cuide do tempo, porque esse cozinha  mais rápido por ter a carne mais delicada.

3ª ETAPA

Na panela de tefal sugerida, coloque todo o caldo retirado da panela de pressão.
Acrescente:
2 tomates sem pele e sem sementes cortados em pedaços grandes
Ervas picadas a gosto (manjericão, tomilho e alecrim)
O espinafre repicado, o milho verde, o molho de shoyo, a gosto, e deixe cozinhar por um tempo. Acrescente:
a galinha cozida e em seguida
o arroz já lavado e escorrido.

Qdo o arroz estiver quase cozido ( e ficará como um risoto), acrescente a couve picadinha, mais fina, e misture ao arroz. Colocando assim, no final, a couve fica mais verdinha. (sugestão de minha nora). Abaixe o fogo até secar mais um pouco, para não queimar!

ETAPA FINAL

SOBRE A GALINHADA  CAIPIRA, COLOQUE CHEIRO VERDE A GOSTO,

OS PIMENTÕES PICADOS EM RODELAS  E SE QUISER, 2 OVOS COZIDOS E PIMENTA BIQUINHO  PARA ENFEITAR O PRATO.

SIRVA APENAS COM ALFACE, TOMATE CEREJA OU ITALIANO E KIWI EM RODELAS. 

Galinhada

 

É uma especialidade típica da cozinha mineira, feita antigamente aos domingos, no interior de Minas Gerais e segundo a tradição , domingo era Dia de Frango!)

É tipo um risoto de consistência mole, cozido com pedaços de frango, tomates, pimentão, moela e coração e até mesmo linguiça, em algumas regiões.

 FONTE:

Programa  Mais Você –

http://gshow.globo.com/receitas/maisvoce/galinhada-4d50638852e0b252bc00077c

Galinhada com Galinha Caipira – receita de M. Araújo – Aconchego da Serra – B.HTE.

Drop us a line!

Get in touch with us!